Todas as Notícias

Notícias 01 Novembro 2021

A volta das homenagens presenciais no Dia de Finados. Veja novas imagens

Avalie este item
(0 votos)

Neste primeiro Dia de Finados sem as restrições de visita aos cemitérios, em razão da pandemia de Covid-19, o movimento ainda não será intenso como nos anos interiores. As chuvas, o feriado prolongado e o medo de contágio devem atrapalhar o retorno das homenagens presenciais aos familiares e amigos falecidos.


Os protocolos de prevenção, como o uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social, ainda são necessários apesar da dispensa da obrigatoriedade em locais abertos, mas celebrações de diversas religiões estão confirmadas.

 


Os cemitérios da cidade do Rio receberão visitas das 7h às 18h da terça-feira. (Foto da primeira edição)

No São João Batista e demais unidades da Concessionária Rio Pax, os visitantes serão recepcionados com plantão de informações, serviços de utilidade pública e atendimentos emergenciais de saúde.

A Concessionária Reviver abre o São Francisco Xavier (Caju) com missas celebradas de hora em hora, a partir das 8h. O Arcebispo do Rio, dom Orani João Tempesta deve encerrar a programação de missas às 14h no Cemitério vertical Memorial do Rio, em Cordovil (foto); e às 16h30 no cemitério de Santa Cruz, na ala dos falecidos indigentes.

 

Novidades nos bairros

Entre os cemitérios públicos, a Rio Pax deve apresentar como novidade as novas salas de velório e os centros de atendimento, construídas com altos padrões de qualidade e conforto ambiental. Os bairros de Inhaúma, Irajá, Campo Grande e de Jacarepaguá já receberam o novo conjunto de obras, além das ampliações das capacidades.  

 

 

 

 

 


 

Queridos para Sempre!


Quem visita os cemitérios São João Batista (em Botafogo) e o São Francisco Xavier (no Caju), encontra placas de aço com o código QR nos jazigos de centenas de famosos sepultados desde o período Imperial. É o Projeto Cultural Queridos para Sempre!


Basta apontar o smartphone ou tablet com acesso a internet para o código de barras, para saber mais sobre sua história, com fotos, vídeos, textos biográficos e outras curiosidades.


No "Cemitério das Estrelas", os QRCodes estão instalados nas sepulturas mais visitadas, como as de Cândido Portinari, Santos Dumont, Olavo Bilac, Graciliano Ramos, Carmem Miranda, Cazuza, Tom Jobim, Clara Nunes, Chacrinha, Vicente Celestino, Aracy de Almeida, Nelson Gonçalves, Didi Folha Seca, Marechal Rondon, Presidente Dutra e Castelo Branco. O local recebe turistas de vários países que visitam sua coleção de obras de arte  tumular.


No Caju, as homenagens estão em túmulos de personalidades como: Noel Rosa, Tim Maia, Paulo Sérgio, Agepê, Waldick Soriano, Dolores Duran, Emilinha Borba, Orlando Silva, Jamelão, Cartola, Dona Zica, Dona Neuma, Elizeth Cardoso, Ernesto Nazareth, Claudinho, Bezerra de Menezes, Cruz e Souza, Artur de Azevedo, Manuel Deodoro da Fonseca, Presidente Figueiredo, Barão do Rio Branco, Souza Aguiar, Mascarenhas de Moraes, Marechal Hermes e José do Patrocínio.


Além de perpetuar a história das famílias e de seus entes queridos, a novidade promete facilitar a vida de quem não quer deixar trabalho para os amigos e parentes. Assim, qualquer pessoa pode deixar pronto o seu epitáfio digital, a sua mensagem de vida para a posteridade, sem esquecer nada e nem ser esquecido. O serviço também surge como opção para instituições e empresas que pensam em homenagear seus falecidos membros, diretores e clientes de uma forma original. Visite QRidos

 

 

 

 

 

 Galeria de Imagens

(Fotos de Ronaldo Milani e Sandro Augusto)

 

O Exército Brasileiro, que mantém no S. J. Batista o Mausoléu da FEB - Força Expedicionária Brasileira, realiza a exposição que mostra o Brasil na 2ª Guerra Mundial.

 

 

Campo Grande 

 

 Jacarepaguá

 

Guaratiba

 

Murundu

 

 Ricardo de Albuquerque

 

 Santa Cruz

 

 

 

 

 

 

Lido 3875 vezes